4.1.09

Pivetes, guris, piás, putos e outros seres perigosos

Li uma notícia no estadão de hoje sobre um garoto de 12 anos que foi preso pela 10ª vez furtando um veículo. Se imprimirem sua ficha corrida é bem provável que seja maior que ele...

Bom, mas daí eu fiquei matutando sobre o assunto, sobre tudo que já escrevi aqui, críticas contra o sistema, contra o Estado, contra a inatividade dos órgãos públicos etc..

Só que dessa vez eu tenho certeza de que falta mesmo é estrutura familiar (que, sim, pode ser reflexo de tudo isso do parágrafo acima, mas não só disso).

Pô, você tem um filho de 12 anos que é pego dez vezes furtando carro de madrugada e você não faz nada?

Tem que vir o MP propor punição, o juiz dar bronca e a Fundação Casa ressocializar (FEBEM e ressocializar são duas palavras que não deveriam aparecer na mesma oração)? Ou seja, precisa o poder público intervir sempre que o moleque fizer algo?

Tenha dó, né?

Nesse caso, mais do que punição ao menino, seria preciso uma visitinha de umas assistentes sociais à casa para dar uma checada na situação da família.

Se você gostou, leia também (ou clique aqui e receba por email todos os novos posts):
Escrito ouvindo: Pivete (Chico Buarque, Paratodos) - mas podia ser Meu Guri (Chico Buarque), O Sol Nascerá (Cartola), Latch key kids (Bad Religion), The Kids Aren't Alright (The Offspring) etc.

8 comments:

Annie Adelinne disse...

Trabalho na VIJ. O que tem de moleque com a ficha maior q ele...
As mães (quase nunca os pais) são basicamente de dois tipos:
As que não estão mais nem aí pra seus filhos e as que não sabem de nada e ainda colocam a culpa nos outros.

Na cidade onde há o maior índice de homicídio de adoelscentes do país, 'melhor preso vivo do que solto morto'.

kleber disse...

Não é um sistema judiciário falido e sem estrutura que vai ressocializar os pivetes desse país,o ECA tornou-se um refúgio para os criminosos que estão ingressando na vida criminosa,menor não pode ser preso( disso já sabemos) tendo como punição a apreensão;educativa fica com cara de monga o poder público e o povão que paga os privilegios de cumprimento de pena para esses não cidadãos,reformar o sistema é preciso, pedir para os nossos representantes devemos;a reforma começa com um voto consciente

kleber disse...

Não é um sistema judiciário falido e sem estrutura que vai ressocializar os pivetes desse país,o ECA tornou-se um refúgio para os criminosos que estão ingressando na vida criminosa,menor não pode ser preso( disso já sabemos) tendo como punição a apreensão;educativa fica com cara de monga o poder público e o povão que paga os privilegios de cumprimento de pena para esses não cidadãos,reformar o sistema é preciso, pedir para os nossos representantes devemos;a reforma começa com um voto consciente

andre disse...

O nosso Codigo Penal, de 1940, com 68 anos de idade, tem que passar urgentemente por uma reformulacao. Jovens de hoje, com 12 anos de idade, nao sao os mesmos de 68 anos atras. Os tempos mudaram...

Pedro Schaffa disse...

Calma pessoas,

não foi isso que eu quis dizer.

Sou totalmente contra a ampliação de punições ou a redução da maioridade penal.

O que eu quis dizer é que as famílias desses jovens também deveriam fazer parte da solução.

Penas elevadas não são a solução dos nossos problemas...

Abraços

PDJ disse...

Sugiro que vejam a sentença "Crônica de um crime anunciado", do Juiz Gerivaldo Neiva (disponível em http://www.perolasdojudiciario.com.br/?p=255 e http://gerivaldoneiva.blogspot.com/2008/08/crnica-de-um-crime-anunciado.html).
Parabéns pelo post.

Victor Zacharias disse...

Sou contra também a diminuição da idade para se colocar na cadeia uma criança. Vejo várias questões. A social, que vive um sistema capitalista onde o mais importante é você e o outro que se lasque, onde o meu prazer é o que importa, num cenário desses, a desigualdade vai se aprofundar cada vez mais e estes sintomas de uma sociedade doente vão aparecer sempre.
Gosto de lembrar do Jardim Ângela que em 1996 era o lugar que mais se matava no mundo e hoje, pela ação da comunidade local, liderados pelo Padre Jaime, tudo mudou. Então a violência tem solução.
Outro ponto é que enquanto não houver democracia na mídia, como dizia o Betinho, não haverá democracia no país. A mídia de mercado não faz com que as pessoas realizem determinadas ações, mas manda no pensamento, ela diz qual o assunto que deve ser discutido. Hoje é a guerra em Israel, ontem foi Eloá, antes a menina que caiu do apartamento, antes o caso X, Y, Z, só desgraça, é isso. Fora isso o contraponto, o prazer de consumir, está pronta a fórmula. Olha o mundo como é, quer viver feliz? Consuma. Parabéns pelo blog.

rafael disse...

Até concordo com a idéia geral. Mas se esse garoto for o mesmo que recentemente foi pego dirigindo um carro (http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u436611.shtml), se não me falha a memória, passou uma entrevista do pai dele na TV, falando que não sabia mais o que fazer pra dar solução...